01/12/2021  

Hoje, neste dia 1° de dezembro, Dia Mundial da Luta contra a aids, enaltecemos mais uma vez a importância do nosso Hospital no enfrentamento dessa pandemia através de duas ações: 

- com a decisão do Secretário da Saúde, Dr Jean Gorinchteyn, iniciamos hoje oficialmente o processo de abertura de concursos públicos para a contra-tação de 11 categorias profissionais para atuarem nos serviços de UTI, Pronto Socorro, epidemiologia, CCIH, ambulatório e apoio diagnostico;

- a assinatura do "Compromisso 95-95-95" das metas da ONU para o controle da pandemia até  2030.

Seguindo ainda as recomendações  de distanciamento devido à pandemia de covid-19, não realizaremos a tradicional soltura de balões vermelhos - esta ação será retomada tão logo haja condições de segurança adequadas para isso.

23/11/2021  

Após realizar diversos ajustes técnicos e incluir os detalhamentos e justificativas solicitados, reenviamos oficialmente à Secretaria de Estado da Saúde o processo que solicita concurso para 11 categorias profissionais, sendo 13 especialidades médicas além da infectologia, e complementação de RH por meio de contratações via convênio com uma Fundação de Apoio. Neste processo foram apontadas as necessidades para abril de 2022, quando acontecerá a ampliação do atendimento no Emílio Ribas. Aguardamos, a partir de agora, a apreciação desta versão final do processo.

Manteremos todos informados e ficamos à disposição.

Luiz Carlos Pereira Júnior

Ralcyon Teixeira

Andrea Zumbini Paulo

Atualizações sobre a reforma e o período pós pandemia

Bom dia a todos!

Neste 13 de Outubro de 2021, temos a felicidade de anunciar a entrega da 8ª unidade de internação, a primeira inteiramente reformada. Essa unidade se soma às outras áreas novas já em uso, como os Anexos II e III, onde estão as UTIs, o Pronto-Socorro, o Hospital Dia, a DDM, a DDE, CCIH, Cuidados Paliativos, as Áreas de Diagnóstico por Imagem, a Coleta, Farmácia, Laboratório e também a Patologia.

Sem dúvida, os anos de recessão de 2014 a 2016 comprometeram a arrecadação do Estado e retardaram o ritmo da reforma, mas, neste momento, os trabalhos estão acelerados para que esta Fase 2 da reforma termine em 2022. Investimentos de R$ 56 milhões já estão previstos para a licitação da Fase 3, ainda em 2022. O GTE (Grupo Técnico de Edificações), da SES, já está trabalhando neste processo.

Próximas entregas - Estão previstas agora para dezembro de 2021 as entregas de mais 3 áreas novas, são elas: o Almoxarifado, a área do 1º andar (sobre a Ressonância) e o 7º andar (a segunda enfermaria integralmente nova). Até março de 2022 receberemos também o 6º e 5º andares.

O profissionalismo, a qualidade e o humanismo com os quais nossas equipes estão enfrentando a pandemia da Covid-19 nestes longos últimos 20 meses não deixam dúvidas sobre a importância do nosso Instituto para a Saúde Pública, para o SUS. O que justifica todo o investimento recebido para sua ampliação e reforma.

Há alguns meses temos discutido com a Coordenadoria de Serviços de Saúde e a SES, o nosso papel no período que se seguirá após a pandemia. Qual seja, a nossa missão histórica: prevenir, diagnosticar e tratar as doenças infecciosas que acometem nossa população. Para o cumprimento desta missão e contando com a ampliação física do Instituto, principalmente a partir de março, estamos também revendo com a SES a recomposição do nosso quadro funcional.

Na última sexta-feira, 08/10, houve uma sinalização positiva dada pelo secretário, Jean Gorinchteyn, e pelo secretário adjunto, Eduardo Ribeiro, para a abertura de concurso público, neste momento específica para médicos infectologistas para o nosso Pronto Socorro. Lembramos que o modelo de recomposição dos quadros de RH é definido pela Secretaria de Estado da Saúde/Governo do Estado de São Paulo e que até o momento não há propostas formais sobre contratualizações, mas caso isto venha a ocorrer, trabalharemos para que qualquer ação seja pontual e setorizada e atenda aos padrões de qualidade definidos pelo próprio Instituto, tanto para a assistência quanto para o ensino, em um modelo construído em conjunto com os profissionais das áreas envolvidas do hospital.

Luiz Carlos Pereira Júnior

Diretor Técnico do Instituto de Infectologia Emílio Ribas

São Paulo, 27 de dezembro de 2020.

Nota de esclarecimento sobre uma manifestação postada nas mídias sociais que é, no mínimo, equivocada, atemporal e ofensiva à maioria dos funcionários do Instituto de Infectologia Emílio Ribas e a todos os pacientes do SUS que dependem de nós.

O Instituto Emílio Ribas tem cumprido sua missão, como sempre o fez na sua história, enfrentando desta vez a pandemia da Covid-19 desde março deste ano. Todos os seus 1.660 colaboradores, assistenciais e administrativos, estão dedicados e cumprindo seu papel com muita coragem e profissionalismo.

Diante da premente necessidade de disponibilizar leitos de UTI e de Enfermaria foi realizado, em abril, um processo de contratualização (serviço terceirizado) de 50 leitos de UTI e, mais recentemente, de adicionais 24 leitos de enfermaria. Processo este anuído regularmente pela Consultoria Jurídica da Procuradoria Geral do Estado.

Além disso, dezenas de profissionais foram contratados pela Secretaria da Saúde para trabalhar em nosso Instituto pelo regime de contrato por tempo determinado (CTD). Essa opção se deu pela agilidade que essa modalidade tem sobre a contratação por concurso público.

Toda a instituição foi informada, através da intranet do hospital e por e-mails enviados a todos os funcionários, de que este contrato estará em vigor até março de 2021.

Importante dizer também que estão todos informados que em nenhum momento esta Diretoria foi chamada pela Secretaria da Saúde para se discutir qualquer modelo de privatização do Instituto.

Ainda, imoral seria abandonar os pacientes com diagnóstico de Covid-19 que tanto precisavam da nossa atenção naquele momento crítico de ascensão do número de casos precisando de leitos de UTI.

Para que isso fosse feito contamos com o apoio irrestrito da Secretaria da Saúde e do Governo do Estado. Até este momento já foram investidos mais de 70 milhões de reais em equipamentos, insumos e serviços essenciais à melhor assistência de qualidade, correspondente com os nossos padrões.

Nenhuma, insisto, nenhuma solicitação nossa deixou de ser atendida, inclusive o recebimento por parte da nossa Coordenadoria de Serviços de Saúde, das nossas solicitações de abertura de concursos públicos para 2021.

Obviamente, ao tornar nossa instituição dedicada ao enfrentamento histórico desta pandemia, alguns setores tiveram que se adequar à esta realidade, como os programas de residência e a pediatria, que por sua vez teve que ceder espaço nas enfermarias, mas que já retornou suas atividades ambulatoriais. Só não plenamente por optar por preservar parte da equipe, considerada de risco para realizar atendimentos ambulatoriais neste momento.

Reitero aqui o compromisso com a prática de conduzir nossa gestão de forma aberta e participativa, não só por mim mas igualmente por todas as lideranças formais. Exemplo disso são as reuniões periódicas que fazemos com as representações oficialmente constituídas, médicas e sindicais.

Ouvir e ser ouvido, colaborar e propor ativamente melhores ações para o contínuo aprimoramento desta Instituição, são o caminho para continuarmos escrevendo mais uma página desta histórica Instituição.

Dr. Luiz Carlos Pereira Júnior

Diretor Técnico de Saúde III

Instituto de Infectologia Emílio Ribas

Comunicado DTD 271120.jpg
Comunicado DTD 271120.jpg

27/nov/2020

Ata da Reunião da AMIIER e Diretoria Clínica com a Diretoria Técnica:

Principais assuntos:

concurso público, proporção de leitos de UTI e enfermarias, divulgação dos dados e desfechos das UTIs, discussão ampliada sobre o futuro do IIER

Ata da Reunião da AMIIER e Diretoria Clínica com a Diretoria Técnica:

Principais assuntos:

contratação de profissionais, abertura de leitos, médicos emprestados para CRT, futuro da Residência Médica, futuro da Pediatria, futuro da Neurocirurgia.

Ata da Reunião da AMIIER e Diretoria Clínica com a Diretoria Técnica:

Principais assuntos:

contratação de profissionais, abertura de leitos, UTIs do 4º e do 5º andar, reativação do ambulatório.

Ata da Reunião da AMIIER e Diretoria Clínica com a Diretoria Técnica:

Principais assuntos:

contratação de profissionais, abertura de leitos, fluxo de referência e contrarreferência, balanço do 1º mês da UTI- SPDM, informe a familiares por telefone.

Ata da Reunião da AMIIER e Diretoria Clínica com a Diretoria Técnica:

Principais assuntos:

UTI nova, enfermarias, número de leitos, transferências, CRT, Times de Resposta Rápida, reforma do PS, container.

Ata da Reunião da AMIIER e Diretoria Clínica com a Diretoria Técnica:

Principais assuntos:

leitos de enfermaria, fechamento da Pediatria, nova UTI, terceirização, Pronto Socorro.

Ata da Reunião da AMIIER e Diretoria Clínica com a Diretoria Técnica:

Principais assuntos:

profissionais com suspeita de COVID-19, afastamento dos grupos de risco, realocação dos médicos do ambulatório para o PS e enfermarias